domingo, 2 de setembro de 2018

my life off blogging

Balance, growth e connection. 


São estas as palavras chave do post. Provavelmente o que estou a escrever é relatable para todos os content creators,  ou talvez não seja. Talvez seja para ti.
Between all the beauty, fashion and vacations posts fiquei sem tempo ou espaço para escrever algo mais. Algo mais pessoal e meaningful. Já me perguntaram várias vezes como é a minha vida fora do blog. Se sou assim tão feliz e extrovertido, instagrammable e trend taker, como aparento ser aqui. A verdade é que fico um pouco confuso com essa pergunta, tendo em conta que já falei abertamente da minha social anxiety, ou seja, não posso ser muito extrovertido but i get it ahaha


Existem realmente algumas diferenças entre o pedro que é blogger e o pedro "normal", mas isso acontece com todos. We all have masks, don't we? Quis escrever o post não só para responder a essa questão, mas porque eu mesmo preciso de saber a resposta. E tendo em conta que escrevo tudo decidi escrever no blog, desta vez.
Todos os content creators, principalmente os que têm exposição, como bloggers, youtubers, tv hosts, entre outros, se deparam com a questão de serem "pessoas diferentes" na vida fora das câmaras e outra quando estão dentro do seu mundo de trabalho, e a resposta pode ser kinda assustadora. Até que ponto escondemos os nossos sentimentos para produzir o conteúdo que a pessoa do outro lado quer ver. Nós vivemos 24h para isto. Ser blogger ou youtuber é a nossa vida. Nós expomos a nossa vida, de livre vontade não só porque queremos partilhar o que fazemos, mas com o objetivo de fazer alguém sorrir e fazer o outro esquecer-se dos seus problemas.

As redes sociais são e sempre serão uma grande parte da minha vida, não só por ter um blog, mas pelas escolhas profissionais que tenciono fazer no futuro. E não me importo com isso. Eu tiro muito do meu tempo, mas mesmo muito, ao ponto de deixar de sair com os meus amigos e família para poder trabalhar e deixar tudo em ordem. Is it sad? A bit! Por vezes é overwhelming, mas está tudo controlado. Não é um mundo em que esteja perdido, mas sim o mundo em que trabalho. Aos outros parece estranho eu tomar as minhas decisões em função disto e estar sempre a pensar em formas de partilhar convosco o que estou a fazer, but I like it. É bom fazer parte de uma comunidade de mentes criativas e fantásticas que são capazes de proporcionar aos outros através do seu conteúdo algo que lhes permita sorrir, chorar, relaxar e esquecer-se dos seus problemas. É para isso que estou aqui. É como se o meu blog e o espaço dos outros fosse um safe place.



O problema é que sometimes e de forma a que isso aconteça é necessário sacrificar o nosso eu e as próprias emoções. Eu por exemplo, não me sinto bem a partilhar algum momento triste, porque não quero que o meu blog seja um espaço de negatividade. O que faço é por um sorriso na cara e escrever da melhor forma que posso e tentar ajudar alguém a escolher o melhor produto de skincare, ou algo do género. E acho que é aí que reside a diferença entre os dois pedros. O pedro blogger é alguém confiante, feliz, que está sempre a sorrir e nunca tem uma fase má na sua vida. Enquanto que o real pedro é um ser humano. Há dias, e apesar de ultimamente não me sentir assim e isto não ser algo constante, em que não me apetece fazer nada porque estou triste, há dias em que só me apetece chorar, ou tenho ataques de ansiedade, ou sinto-me demasiado inseguro para sair de casa, penso que ninguém vai gostar de mim, tenho medo de sair à rua sozinho e ser encarado por alguém. Aquilo que quero dizer é que a maior diferença existente entre os dois pedros é a insegurança. É o facto do pedro blogger querer tornar uma situação menos boa em algo não tão pesado, como o coming out post, porque não é giro partilhar um lado mais triste quando o meu trabalho passa por trazer positividade à vida das pessoas. But without that, existem muitos aspetos em comum. Ambos gostam de ajudar as pessoas a sentirem-se bem consigo próprias e a viver o seu melhor eu, gostam de falar de temas importantes e tentar fazer a diferença. Ambos estão sempre a pensar em coisas que podem partilhar convosco, porque de certa forma a minha vida é o e é no blog e instagram. 
E não pensem que sou uma pessoa infeliz é apenas uma realidade que a maior parte dos content creators não fala. Ou porque se sentem inseguros, ou porque acham desnecessário, ou até pelo facto das pessoas fora deste meio não entenderem e os julgarem. 

Tocando agora nas palavras chaves, acho que é isso que todos os creator tentam fazer. Balançar a vida de 24h normal com a vida de 24h online. Tentamos crescer com isso, aprender a lidar com essa situação, a controlá-la de forma a que não se torne algo tóxico, o que acontece e daí o facto de desaparecermos durante um tempo. Ultimamente tenho lidado bem com as coisas e tenho tempo para me divertir com amigos e família e estar a trabalhar e em contacto convosco. Porque é isso que o pedro fora do blog faz e gosta de fazer. Gosta de meditar, estar com pessoas que gosta, ver séries, comer, chorar quando é preciso, ser produtivo e viajar, e muito mais. Porque a verdade é que apesar deste ser o nosso trabalho 24/7, vocês nunca vêem tudo. Apenas vêem uma porção das nossas vidas e aquilo que queremos mostrar, que são as partes mais felizes.

Resumindo, my life off blogging is the same as yours. Tenho e sinto o mesmo que tu, vou para faculdade, tenho amigos tão ou mais tumblr que eu, como, esqueço-me de comer, choro, rio... Uma vida normal. Ter um blog é só uma forma de a partilhar e deixar-vos acompanhar a minha long journey.
This is my jorney and I'm so grateful and happy I am able to share it with you all. I want to inspire you and make you live your true self.

Love you all and kisses to my readers in Canada,
Pedro Terrantez


Share:

1 comentário

  1. Gostei imenso das tuas palavras. Eu amo ser blogger, mas nem sempre é fácil haha
    Beijinhos
    www.beatrizcouto.com

    ResponderEliminar

© 2018 What Pedro Said | All rights reserved. Blog Design Handcrafted by pipdig