segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Carta para o meu Futuro Marido

Querido Futuro Marido
Hi! Hola! Salut! Hallo! Përshëndetje! مرحبا! 你好!



O meu nome é Pedro. Para já, ainda tenho 17 anos. Os 18 só chegam dia 29 (é bom que decores esta data). Não sei que idade tens, de onde és, se és alto ou baixo, mas sei que um dia vais ser alguém especial para mim. Não quero que te sintas pressionado, de alguma forma, depois de leres esta pequena carta. Porquê? Bem... eu sou muito exigente...

Em primeiro lugar acho que me devo apresentar devidamente... Já disse que o meu nome é Pedro. Termina em Reis. O passado proveniente deste nome não é muito bom, por isso prefiro que uses o Terrantez quando me quiseres chamar pelo último nome. Não que não goste de Reis, porque, na realidade, é até é um nome bonito, mas traz-me recordações menos boas... Presumo que te chames Ricardo, ou Kevin. Talvez Alex ou até um nome que não sei escrever ou pronunciar.
Como também já referi, tenho 17 anos. Acabei o secundário estou prestes a entrar na universidade. Já agora, não é que o teu grau de habilitações seja muito importante, mas ter um curso superior ajuda sempre. E não estou a falar de nível profissional. Estou a falar a nível pessoal e social. Quero ter alguém ao meu lado que entenda minimamente os assuntos que estou a falar e que tenha o mesmo nível de cultura que eu...

Gosto muito de música. Não me importa o género, mas tenho uma pequena preferência pelo Pop e Indie, por isso prepara-te porque vai haver música na nossa casa 24/7. Também vejo muitas séries. A melhor coisa para se fazer numa sexta feira não é só ir sair com os amigos, é ficar no sofá a ver séries. Depois acordar no sábado e continuar. Sim, para mim isto é a melhor forma de aproveitar a vida ahahaha...

Em relação a amigos!? Eles são muito importantes para mim. Pelo menos uma vez por semana vou ter de estar com eles. Foram eles que me ajudaram a ser quem sou e provavelmente a conhecer-te... Não lhes vou tirar esse mérito. Por isso nada de falar mal deles ou combinar algo nos dias em que vou estar com eles. Tu és importante para mim, mas eles também o são... Nunca me faças escolher entre ti e eles. Posso parecer muito simpático e sim, sou. Sou uma pessoa muito amável e quando gosto de alguém faço tudo por ela. Quando ficar zangada o máximo que vou fazer é não te responder ou sequer olhar para ti, mas passa rápido...  Mas não te preocupes que isso não te vai acontecer só a ti. Vão haver dias em que não me vai apetecer falar com ninguém ou fazer algo. Noutros vou dizer tudo e mais alguma coisa, querer viajar pelo o mundo todo, mas é assim que eu sou e vais ter de lidar com isso todos os dias.
Noutros dias vou reclamar com tudo e com todos, não me vou suportar... mas quero que saibas que é nesses dias que mais preciso de ti. É muito difícil para mim expressar os meus sentimentos. Quando eu precisar de ti não te vou chamar porque não consigo... Caso isso aconteça quero que te lembres que eu gosto e vou continuar a gostar muito de ti.

Alguns dias eu vou querer estar sozinho. Ter o meu espaço é muito importante para mim. Ter um sítio e uma hora para eu me poder rever, rir, chorar sozinho. Poder pensar no quero fazer a seguir ou o que não quero, por isso peço que respeites isso... Eu não o faço por mal. Noutros dias vou querer fazê-lo contigo. Chorar ao teu lado, dizer tudo o que penso (o que não vai acontecer com muita frequência, já disse que é difícil expressar o que sinto). E já agora tens de saber que eu choro por tudo e por nada. Choro quando estou feliz, choro quando leio, vejo um filme, quando não consigo fazer algo, quando vejo alguém a sofrer...

Eu sou muito exigente. Não o vou ser contigo porque somos diferentes e ambos temos o direito a ser e a fazer o que queremos !desde que não nos magoemos uma ao outro! Também sou muito romântico, o tipo de romântico que não faz nada de romântico, mas quer que o surpreendam com jantares no terraço à luz das velas, com pequenas prendas, etc... Já agora, livra-te de algum dia gastares dinheiro em coisas para mim... E refiro-me a grandes quantias... Não é por me dares um presente de 1000€ que eu vou gostar mais de ti. Segundo o que dizem também sou muito carinhoso e vou amar-te até quando não puder mais. Vou estar ao teu lado sempre que puder e sempre que quiseres que eu esteja lá.

Agora falando um pouco sobre ti... Quero que sejas feliz. Que sorrias e que sejas tu próprio. Quando não te sentires bem eu vou estar aqui para te ajudar. Quero que estejas preparado para ter uma família. Eu quero adotar pelo menos duas crianças. Dar-lhes a oportunidade de serem felizes, terem uma família que os ame e que lhes dê uma educação. Quero que me ames como te vou amar. Quero que continues a seguir os teus ideais e aquilo em acreditar. Se és religioso não quero que a tua fé deixe de existir só porque eu não acredito. Quero que, tal como eu, apoies os direitos LGBT+, quero que estejas preparado para te tornares num pequeno ativista. Para mim ajudar os outros e lutar por eles é muito importante. Espero que gostes de viajar, porque vamos fazê-lo muitas vezes juntos. Quero ainda que tenhas em conta as minhas opiniões, tal como eu vou ter as tuas, mas não quero que isso te faça mudar quem és para me agradares. Quero que saibas que me custou muito a gostar de mim e do meu corpo, por isso peço que respeites a minha privacidade ou algo que te peça.

Agora o mais difícil vai ser esperar por ti, porque não sei se vens, quando vais vir... Mas eu vou ser paciente. Até lá espero que estejas bem e fiques bem... Tudo o que falta saberes sobre mim, vais descobrir quando estivermos juntos...

Do teu perfeitamente imperfeito futuro marido,
Pedro Terrantez

Love you all,
PeZ
Share:

Sem comentários

Enviar um comentário

© 2018 What Pedro Said | All rights reserved. Blog Design Handcrafted by pipdig